Pretexto.

Vou usar um tanto de sinceridade em minhas palavras. É bastante simples: liguei pra você, sim, para saber do seu  simulado, mas queria também saber se você estava bem… Queria conversar contigo, ouvir tua voz, menina. Eu penso em  você todos os dias, encontro modos de lembrar seu sorriso; ouço musicas que lhe colocam a meu lado, linda como  sempre. Leio tuas palavras, mesmo aquelas molhadas com suas lágrimas a escorrer por seu rosto já avermelhado, e sinto meus dedos correndo seu rosto suave, minhas palavras mais singelas buscando sua alegria; suas palavras contando-me seus medos e angústias, revelando sua solidão.
Em mim, aquela interminável vontade de estar sempre do seu lado, e poder abraçar-te forte, e não deixar nada fazer-lhe mal, minha pequena. Minha pequena que me rouba um espaço enorme. Aquela para quem todo o tempo que tenho me parece pouco para estar ao seu lado tanto quanto queria. Aquela pequena talvez muito maior do que mereço, mas tudo o que eu queria. Aquela pequena que tem um coração maior que si própria. Em suma, a pequena que tanto amo.
Uma estrela brilhante, uma música que gosto de ouvir, um lugar que sonho conhecer, a viagem dos meus sonhos, ou mesmo todos os meus sonhos. Deve ser algo assim. Ou você pode ser tudo isso numa pessoa só.
Simplesmente você, incrivelmente especial. Um sonho surreal vivo, meu pequeno grande sonho.
Anúncios

Peso em respirar.

Tem dias que deviam não existir. Ou eles existem apenas pra nos ensinar, mesmo que seja pela dor.

Quem sabe hoje seja um dia desses…

Aprendendo estou, pela dor, que todo cuidado nas palavras ainda é pouco. Aprendendo que ferir alguém que ama dói. Aprendendo que nem tudo se explica. Aprendendo que lágrimas não resolvem problemas. Tudo está por um fio, um fio frágil dançando em meio à tempestade capaz de rompê-lo sem nenhum esforço. Uma bailarina rodopiando à ponta do pé, vulnerável a quaisquer obstáculos naturais ou criados para derrubá-la.

Assumo ter grande culpa no que aconteceu. Não queria ter visto nem ouvido o que vi e ouvi. Mas agora é parte da minha história, e não há como apagar. Ainda assim, com toda minha sinceridade, queria descobrir como me redimir. Quero seu perdão, quero sua amizade como era antes. Eu sei que te magoei; entretanto, quero desculpar-me. Preciso que você me diga o que preciso fazer.

Apesar das minhas duras palavras, apesar de minha terrível expressão, apesar de meu nervosismo descomunal, ainda quero ter-lhe como a amiga de sempre.

Algo que direi mais uma vez: desculpa-me…