Thinking briefly.

E eu, que me achava vencedor, me pego navegando em seu universo, nas coisas suas.

E parece não adiantar ter vencido tantas outras batalhas, e esta, mera discussão entre duas partes de um só elemento, tornar despropositadas as demais vitórias.

Mesmo que eu não pense no sol, ele está presente, e se manifesta de algum modo, ainda que a noite seja o desejo.

Anúncios

Encanto.

É…talvez seja encanto.

Talvez seja assim mesmo: "A gente se encanta pelas pessoas."

Pra mim, um encanto quase hipnótico. Encanto que ora me leva ao sonho, ora ao pesadelo. O sonho de uma dia poder estar ao lado do motivo de meu encanto. Pesadelo de estar tão longe de um brilho que meus olhos identificam; um brilho para o qual meu todo se volta só por sentir sua presença. Um sol soerguendo-se timidamente do meio do imenso mar azul.

Ainda o encanto é para mim um mistério. Encanto é mágico, mas o mágico sabe de seu ato.

Pode ser também uma fraqueza. Ou talvez só o produto de minha pusilanimidade diante deste encanto quimérico. Porque eu sei que meu olhar de viés figura meu medo. Porque meu viés não é o viés do malandro.

Meu pensamento tem estado em você, mesmo que você nem o conheça, mesmo que não me conheça. Quando não lhe vejo, lhe busco, mesmo sem saber onde procurar…

Encanto…

Incerto.

Naturalmente, sou idiota.

Talvez, tenha conseguido me superar…

Quem é você? Porque tanto anseio pelo incerto? O que você tem de especial? São meus olhos que veem demais?

Se você fosse somente linda, não seria como tem sido. Se fosse somente linda, não tomaria horas do meu dia, nem roubaria tanto meu indiscreto olhar, nem me faria notar seus passos, seu olhar, seus sorrisos.

Sinto que ainda tenho mais a escrever, mas só consigo pensar… me perco em mim mesmo, me acho em você, seja lá quem você for.