Dentro do sonho, o sonho.


Parece que o tempo não tem sido minha ferramenta mais eficaz. Ou talvez eu não tenha quisto de fato deixar de querer. O motivo? Antes eu soubesse dizer ou escrever.

De fato, se eu soubesse por que ainda quero, saberia como não mais querer. Mas a única coisa que sei é que ainda quero.

É dificil tecer comentários sobre o que sinto; é tudo tão pessoal. Sei que meu coração bate mais forte, e todo meu corpo fica tomado de uma sensação de felicidade associada a tranquilidade. Claro, esta sensação torna-se sobremaneira dilemática quando você não está bem, uma vez que sou tomado por uma vontade incontrolável de fazer o que for necessário…

Você não sabe, mas é minha protetora. Quando estou com medo, me lembro de você; quando sou tentado a fazer o que é incorreto, sua presença me faz pensar que eu posso ser melhor, e é exatamente o que faço.

De minha parte, faço tudo o que conseguir para te ver feliz. De certo modo, isto implica em querer te ver feliz, independente de minha vontade. Conflitante com certeza para mim, mas de nenhum modo incômodo, apesar de talvez triste, no começo.

Mas este sou eu. Ainda tendo você em meus pensamentos, ainda que seja minha protetora (mesmo sem que o saiba…), quero que seja feliz como quiser, por triste que seja agora pensar que você não está aqui… Mesmo sabendo que sua presença me leva todo a você, e minha distração diante de você não seja nada além de você mesma, mas nos meus pensamentos. Você já me tem por completo. Mas se ainda quiser mais, estarei aqui.

Sabe como isto se chama?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s